Smartphones

Piores celulares: 5 marcas e modelos que mais dão defeitos

Encontrar um smartphone potente, bonito e com um ótimo preço é o sonho de qualquer consumidor apaixonado por tecnologia. Embora existam algumas dessas opções no mercado, há verdadeiras bombas tecnológicas disponíveis para a venda que, em pouco tempo, começam a causar problemas. O resultado? Alguns desses modelos são figurinhas certas nas assistências devido à quantidade de defeitos.

Fique de olhos bem atentos a cinco marcas e modelos que mais dão defeitos!

Samsung Galaxy Y

O Samsung Galaxy Y foi lançado em meados de 2011 com o objetivo de ser um celular de entrada para quem estava começando a se aventurar no mundo dos smartphones. Embora suas vendas hoje já não sejam nem de longe como as de antigamente, uma coisa é certa entre os usuários: os problemas desse modelo.

Devido à baixa capacidade de memória e armazenamento, um dos erros mais comuns desse modelo é o travamento constante e perda de usabilidade para o usuário em geral. A capa de trás, feita de plástico, também ajuda nas reclamações porque torna o celular frágil e facilmente quebrável.

Samsung Galaxy SIII

Ainda sobre a Samsung, o Galaxy SIII é um dos piores celulares porque ele tem uma característica nada desejável nos smartphones: uma tela muito frágil. Com isso, esse smartphone é um dos campões de reclamações de tela trincada ou mesmo completamente rachada.

Além disso, o fato de a bateria se soltar facilmente com o impacto também gera problemas na alimentação desse celular, exigindo que o usuário tenha mais cuidado ou leve sempre para o conserto.

Moto G

O celular mais vendido do Brasil foi o campeão de reclamações no último ano e isso não se deve apenas à grande quantidade de usuários. Deixando a desejar em diversos aspectos, o Moto G apresenta falhas no desempenho do celular que resultam em travamentos e congelamentos para muitos usuários.

Além disso, a bateria é outro problema: com pouca autonomia, os usuários frequentemente ficam na mão quando mais precisam do aparelho. Em alguns casos, inclusive, a bateria do celular dá defeito muito antes do que era esperado para a tecnologia atual.

Sony Xperia M4 Aqua

Anunciado como um celular para ser usado até embaixo d’água, o Sony Xperia M4 Aqua aparece na lista de celulares que mais dão defeito por um simples motivo: ele pode não ser à prova d’água. Embora ele tenha, sim, proteção contra respingos, são incertos os efeitos de usar o celular de maneira submersa.

Com um ótimo hardware e desempenho, esse não seria um problema se a própria Sony não tivesse anunciado o celular com uma campanha embaixo d’água. Naturalmente, isso fez muitos usuários testarem a mesma coisa e, como resultado, muitos terminaram com seus aparelhos danificados pela água. Não é à toa que os celulares da Sony são campeões de reclamações no PROCON de São Paulo.

iPhone 4S

Embora tenha sido um fenômeno de vendas quando foi lançado, ter um iPhone 4S atualmente é sinal de problemas na maioria das vezes. A falta de espaço de armazenamento, a tela pequena e o processador mais lento são características que atrapalham fortemente o desempenho do celular.

Mais do que isso, o iPhone 4S é revestido de vidro também na parte traseira. Como a tecnologia do vidro não é a mais resistente possível, é muito comum que esses aparelhos parem na assistência precisando de uma troca de display.

Os piores celulares apresentam problemas que vão desde o seu desempenho e autonomia de bateria até problemas com resistência à água e proteção da tela. Para o usuário, o cuidado precisa ser redobrado, mas para os profissionais há um nicho lucrativo a ser explorado: o de manutenção desses aparelhos.

Conhece outro modelo que ficou de fora da lista? Comente e participe.

Você deve gostar também
Evolução do Celular
Será que você conhece essas 8 funções de um smartphone?
Saiba quais serão os top 5 lançamentos de smartphones em 2016
1 Comentário
  • maristela
    13/05/2016 em 18:11
    Responder

    motorola muito ruim androide para de funciona

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web